terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Sobre o ato de dirigir...

Há muito tempo venho pensando sobre os motoristas em Brasília. Dirijo há 10 anos. E, de uns tempos pra cá, talvez com o aumento de pessoas na capital, o trânsito já não é o mesmo...

Fico pensando no que há de errado com as pessoas. O que há de errado?

Todos os dias (eu disse TODOS os dias) passo por, pelo menos, 5 barbeiragens de alguéns nas ruas. O velhinho que muda de faixa sim-ples-men-te sem olhar (retrovisor, oi?). O drogado, bêbado, maluco que quase leva o seu capô pra entrar na sua frente..

Mas o cúmulo da barbeiragem humana é o que corta a pista ao seu lado e, de repente, resolve que quer virar para o seu lado, e mete uma virada 90º pra cima de você - ele vai entrar com o carro na sua porta, acredite! Não há nem nada a ser feito... acelera e reza pro cálculo ser a seu favor!

Ainda tem o desesperado, cuja vida não vale 1 centavo, que avança o sinal vermelho a todo vapor enquanto outros carros estão cortando a pista...

Tem também aquele que literalmente 'fecha a rua' em busca de vaga. O cara tá lá.. numa boa.. não trabalha mesmo!. Ele tá lá, na comercial, andando devagarzinho... encostar o carro mais no canto pra quê? Ele comprou a rua mesmo!.. Nem a seta ele dá.. e todos aguardam pacientemente atrás, sem entender a intenção do 'dono da rua', enquanto ele olha pras vagas, pros carros... e fala alegremente ao telefone celular.. provavelmente sobre a sua ignóbil vida.

Mas, o que muitos brazilienses já sabem é que aqui não podemos dar a seta para mudar de faixa. Aqui a regra é ao contrário - NÃO dê a seta, se você quer entrar!. Se você der a seta avisando que quer entrar, o carro na outra faixa automaticamente acelera para impedir tal ato, no extremo da irracionalidade, como um animal possuído se defendendo do invisível!

Uma situação que demonstra claramente o complexo de inferioridade das pessoas.. como se o ato de não deixar entrar transmitisse uma ordem de autoridade, superioridade - eu, vossa excelência aqui, sem motivo algum, simplesmente não deixo você entrar, porque sou uma entidade divina superior! Coisas da falta de educação do povo brasileiro...

Afinal, o que está por trás das atitudes barbeiras dessas pessoas alienadas?
Postar um comentário